Matrimónios

Preparação
É vivamente aconselhável aos noivos uma preparação para receberem este sacramento da família. A Igreja tem propostas de preparação, mormente em fins-de-semana, chamados Centros de Preparação para o Matrimónio (CPM).

 

Centro de Preparação para o Matrimónio (CPM) 

Em Fátima (Centro de Espiritualidade Francisco e Jacinta Marto - junto à rotunda de Torres Novas):

Para melhor aproveitamento, os noivos devem ir antes a uma "reunião zero". Os noivos não participarão sem terem preenchido as fichas na paróquia que as enviará à equipa CPM o mais tardar duas semanas antes do encontro, a tempo de se organizar o mesmo.
Não podem aceitar-se fichas de última hora.

Marcação
Para o período do Verão, muitos noivos estão a marcar a data com dois anos de antecedência. Para o Período de Inverno (sensivelmente de Outubro a Maio), fazem-no com cerca de 1 ano de antecedência.

Local
- Igreja Paroquial

Documentação
- Para os residentes na Paróquia: devem apresentar-se no cartório paroquial, pelo menos três meses antes, para tratar do processo.
- Para os não residentes na Paróquia: trazer “Atestação” da Diocese a que pertencem os noivos e Certificado de Registo Civil. O processo deve estar completo, no cartório paroquial, um mês antes da data da celebração.
- Preenchimento completo de ficha entregue no cartório, com dados para o processo.
- Fotocópia do B.I., válido, , profissão e morada completa de duas testemunhas.

Sacerdote
Deve possuir e poder exibir bilhete de identidade religioso, actualizado, ter autorização do Pároco. Para os noivos, residentes na Paróquia, o Pároco celebra ou delega. Para os não residentes na Paróquia, devem convidar um sacerdote (que contacte obrigatoriamente o Pároco) e entregar-lhe a devida retribuição.

Música
Para acompanhar a celebração, com cânticos, é necessária a prévia autorização do Pároco, conhecido e aprovado o reportório para a celebração.

Fotógrafos
Existem algumas normas a serem observadas pelos fotógrafos, no respeito da celebração e do local. Uma autorização do Pároco é necessária, depois de compromisso dos fotógrafos a acatarem as normas dadas.

Ornamentação (flores…)
A Igreja tem pessoa encarregada deste serviço. Não são permitidos outros arranjos na Igreja.

Pontualidade
Com carácter obrigatório, é solicitada aos noivos a pontualidade. Só razões muito graves poderão justificar início tardio da celebração, depois da hora aprazada.

 

Despesas
No cartório, antes ou logo a seguir à celebração do Matrimónio, os noivos ou os padrinhos, ou outros, são convidados a regularizar as despesas de cartório e deixar oferta para a Igreja.

 

A propósito da celebração do Matrimónio na Paróquia de Fátima

 

 

 

Para responder adequadamente aos noivos que solicitam a celebração do sacramento do Matrimónio na Paróquia de Fátima e assim ajudá-los a que seja um momento de graça para a sua família, no amor e na fidelidade;

 

Dado que nos últimos anos têm surgido vários problemas de ordem organizativa e até de vivência espiritual da própria celebração do Matrimónio;

 

Tendo ouvido o Rev. Vigário Geral da Diocese, o Conselho de Pastoral Paroquial e consultado outras pessoas da Paróquia, sobre o mesmo assunto, informo a quantos interessar sobre algumas normas a ter em conta:

 

 

 

01.A Paróquia de Fátima dispõe-se a continuar a acolher todos os noivos: os que são paroquianos e os que provêm de outras paróquias.

 

 

 

02.Não havendo impedimento, o lugar próprio da celebração do Matrimónio é a Igreja Paroquial; razões de carácter afectivo, social ou estético, importantes, sem dúvida, não deverão sobrepor-se à razão primeira que indica a Igreja Matriz, Igreja Mãe, como o lugar privilegiado de comunhão e de acolhimento dos dons de Deus: Baptismo, Confirmação, Eucaristia… todos os sacramentos, também o Matrimónio.

 

 

 

03.Dado que são muitas as solicitações, incidindo particularmente nos Sábados de Verão, e não podendo a Igreja, por razões de tempo, poder responder satisfatoriamente a todas, serão acordados outros lugares em Igrejas da Paróquia.

 

 

 

04.Mesmo durante o presente ano de 2008, todas as celebrações já marcadas fora da Igreja Paroquial só poderão ser autorizadas, depois de encontro pessoal dos noivos com o Pároco.

 

 

 

05.As assinaturas do livro de assentos continuarão a ser realizadas junto da Igreja Paroquial.

 

 

 

06.Os primeiros contactos para a celebração do Matrimónio, e constituição do respectivo processo, deverão ser com o Pároco, no cartório paroquial.

 

 

 

07.Os processos de Matrimónio deverão estar completos e entregues no cartório paroquial cerca de um mês antes da data da celebração.

 

 

 

Pensamos, assim, contribuir para que a celebração do sacramento do Matrimónio seja um acto, não só da família de sangue e dos amigos, mas também um momento de enriquecimento da família paroquial, da Igreja, visivelmente expresso na comunhão com o Pároco e a comunidade paroquial.

 

 

 

O Pároco