Leituras do próximo Domingo

2 de Julho 2017 - 13º Domingo do Tempo Comum

Related image

Livro de 2º Reis 4,8-11.14-16a. 
Certo dia, ao atravessar Chuném, veio ao encontro de Eliseu uma mulher rica e convidou-o a comer em sua casa. E sempre que por ali passava, ia lá tomar a sua refeição. A mulher disse ao marido: «Escuta: eu sei que este homem, que passa com frequência por nossa casa, é um santo homem de Deus. Preparemos-lhe um pequeno quarto sobre o terraço, com uma cama, uma mesa, uma cadeira e uma lâmpada, para que ele ali se possa recolher, quando vier a nossa casa.» Ora, um dia, passando Eliseu por Chuném, recolheu ao quarto para dormir. 
Eliseu então disse: «Que se pode fazer por ela?» Respondeu Guiezi: «Ela não tem filhos e o seu marido é idoso.» Disse Eliseu: «Chama-a.» Guiezi chamou-a e ela apareceu à porta. Eliseu disse-lhe: «Por este tempo, no próximo ano, acariciarás um filho.» Mas ela respondeu: «Não, meu senhor, não zombes da tua escrava, ó homem de Deus!» 

Livro de Salmos 89(88),2-3.16-17.18-19. 
Cantarei eternamente as misericórdias do Senhor e para sempre proclamarei a sua fidelidade. 
Vós dissestes: «A bondade está estabelecida para sempre», no céu permanece firme a vossa fidelidade. 

Feliz do povo que sabe aclamar-Vos e caminha, Senhor, à luz do vosso rosto. 
Todos os dias aclama o vosso nome e se gloria com a vossa justiça. 

Vós sois a sua força, com o vosso favor se exalta a nossa valentia. 
Do Senhor é o nosso escudo e do Santo de Israel o nosso rei. 


Carta aos Romanos 6,3-4.8-11. 
Irmãos: Todos nós que fomos batizados em Jesus Cristo fomos batizados na sua morte. Fomos sepultados com Ele pelo Batismo na sua morte, para que, assim como Cristo ressuscitou dos mortos pela glória do Pai, também nós vivamos uma vida nova. Se morremos com Cristo, acreditamos que também com Ele viveremos, sabendo que, uma vez ressuscitado dos mortos, Cristo já não pode morrer; a morte já não tem domínio sobre Ele. Porque na morte que sofreu, Cristo morreu para o pecado de uma vez para sempre; mas a sua vida é uma vida para Deus. Assim vós também, considerai-vos mortos para o pecado e vivos para Deus, em Cristo Jesus. 

Evangelho segundo S. Mateus 10,37-42. 
Quem ama o pai ou a mãe mais do que a Mim, não é digno de Mim; e quem ama o filho ou a filha mais do que a Mim, não é digno de Mim. Quem não toma a sua cruz para Me seguir, não é digno de Mim. Quem encontrar a sua vida há-de perdê-la; e quem perder a sua vida por minha causa, há-de encontrá-la. 

Quem vos recebe, a Mim recebe; e quem Me recebe, recebe Aquele que Me enviou. Quem recebe um profeta por ele ser profeta, receberá a recompensa de profeta; e quem recebe um justo por ele ser justo, receberá a recompensa de justo. E se alguém der de beber, nem que seja um copo de água fresca, a um destes pequeninos, por ele ser meu discípulo, em verdade vos digo: não perderá a sua recompensa».